Prótese peniana: quais homens podem se beneficiar com ela?

prótese peniana

A prótese peniana é a solução definitiva para os problemas de disfunção erétil que muitos homens sofrem. Atualmente, no mundo, cerca de 20% dos homens entre 50 e 59 anos enfrentam esse problema. No Brasil, esses números são ainda mais significativos: 45,1% dos homens sofrem com a disfunção erétil em algum grau. Mas é importante saber que não se indica esse tratamento para todos os homens.

Quem pode se beneficiar com a prótese peniana? É sobre isso que trataremos neste artigo.

Tratamento para a disfunção erétil

Antes de se iniciar o tratamento propriamente dito, é necessário determinar a causa real da disfunção. Portanto, o urologista avalia o caso e identifica se ele está relacionado com algo psicológico ou fisiológico. Entre as causas fisiológicas, encontram-se problemas vasculares e hormonais, por exemplo. Já entre as causas psicológicas, estresse ou problemas de relacionamento são grandes influências.

Esse problema tem três linhas de tratamento, que são empregadas sempre na mesma ordem. Eu explico:

Uma delas é a medicação oral. Ou seja, quando o paciente é diagnosticado com essa condição, essa é a primeira investida terapêutica. Administra-se os medicamentos na dose adequada ao paciente, de modo contínuo. Então, quando chega a ocasião da relação sexual, o homem ainda necessita do estímulo para conseguir obter a ereção.

Outra linha de tratamento são as injeções penianas. Elas entram geralmente quando o paciente não respondeu satisfatoriamente às medicações orais ou não podem fazer seu uso. Assim, aplica-se a primeira injeção no consultório do urologista, para o paciente aprender. O próprio paciente aplicará as próximas. A injeção promove uma ereção em cerca de 15 minutos, sem a necessidade do estímulo sexual. Dessa forma, o homem a aplica momentos antes de iniciar a relação.

Além dessas duas, a outra linha de tratamento é a prótese peniana. Esse procedimento é empregado quando os outros dois falharam ou quando o paciente não pode ou não quer fazer uso das outras medicações.

Quais são os tipos de prótese peniana?

O homem que receber a indicação desse implante poderá escolher entre dois tipos de próteses disponíveis hoje no mercado: a prótese maleável (ou semirrígida) e a prótese inflável. Certamente o urologista recomendará aquela que for melhor para o caso do paciente. Vou explicar brevemente cada uma delas:

A prótese maleável é composta por duas hastes metálicas revestidas por uma camada de silicone. Implantam-se essas hastes nos corpos cavernosos do pênis, e o deixam em estado de permanente ereção. Graças à haste metálica no interior da prótese, o homem consegue ajustar o pênis de modo confortável e discreto sob a roupa. Assim, quando ele desejar ter uma relação sexual, basta posicioná-lo corretamente para a penetração.

A grande vantagem da prótese peniana inflável é a possibilidade de fazer o pênis retornar ao estado de flacidez. Essa prótese constitui-se de dois cilindros de silicone implantados nos corpos cavernosos; um reservatório de soro fisiológico, implantado atrás do osso púbico, ao lado da bexiga; e uma bomba de acionamento, localizada sob a bolsa escrotal. Sendo assim, quando deseja ter uma relação sexual, o homem aciona a bomba, que faz com que o soro desça e infle os cilindros, promovendo a ereção. Após a relação, o homem aciona novamente a bomba e o pênis recupera a flacidez.

Homens que fizerem a cirurgia para a doença de Peyronie também podem se beneficiar com a prótese peniana. Converse com o seu urologista.

Categorias
Artigos mais recentes

AGENDE UMA CONSULTA

Abrir Chat
Precisa de ajuda?
Olá,
Podemos ajudar?