Câncer Urológico

Bexiga

Esse é o segundo tipo mais comum de câncer no sistema urinário. Atinge com maior frequência o público masculino com mais de 60 anos. No entanto, paciente mais jovens e mulheres também podem ser diagnosticados com a doença. O sintoma mais comum dessa doença é chamado de hematúria assintomática, ou seja, um sangramento na urina que não é acompanhado de outros sintomas como ardência e dor para urinar.

O principal fator de risco para essa grave doença é o tabagismo. Dessa forma a principal forma de prevenção da doença consiste no abandono do cigarro. Esses tumores podem ser tratados por meio de raspagem (ressecção) através da uretra ou retirada total do órgão (cistectomia), dependendo do grau de evolução da doença.

Pelve Renal e Ureter

Sangue na urina e dores lombares. Esses sãos os sinais mais frequentes dessa neoplasia pouco frequente que atingem mais homens acima dos 65 anos. Também são chamadas de tumores do trato urinário superior.
Assim como no câncer de bexiga cessar o tabagismo consiste no principal meio de prevenção.
O tratamento inclui a ressecção endoscópica das lesões ou remoção completa do rim e do ureter do lado acometido.

Pênis

Em grande parte do mundo trata-se de uma doença rara, contudo o Brasil ainda é um dos países com maior numero de casos no mundo. Normalmente acomete pacientes que têm pouco cuidado com a higiene da região genital, que apresenta algum tipo de doença sexualmente transmissível não tratada, como o HPV ou que vivam em áreas de baixo índice de desenvolvimento.
Em muitos casos o tratamento indicado é a amputação parcial ou total do órgão. Para pacientes que apresentam a doença num estágio mais avançado, a quimioterapia e a radioterapia podem ajudar no tratamento.

Rim

O câncer de rim é uma doença que se manifesta mais em homens adultos. A doença não possui sintomas fáceis de diagnosticar na fase inicial, porém pode causar dores nas costas, sangue na urina, aumento do abdome e perda de peso.

Na atualidade a maior parte dos diagnósticos do câncer renal é feito a partir de achados ocasionais em exames de imagem (tomografia ou ultrassonografias) realizados para investigação de outros problemas médicos. Nos casos em que a lesão renal tem aspecto maligno pelo exame de tomografia computadorizada a cirurgia para remoção parcial ou total do rim está indicada. A via preferencial para a retirada dessa doença é através de cirurgia videolaparoscópica/robótica a qual apresenta imenso beneficio em tempo de recuperação quando comparada a via cirúrgica aberta.

Testículo

Esse câncer do trato reprodutor masculino atinge preferencialmente homens jovens, na faixa dos 15 aos 35 anos. A manifestação é usualmente o aumento de volume do testículo (com ou sem dor) e o diagnóstico é feito pelo urologista através do exame físico, exames de imagens e de sangue.
O tratamento do câncer de testículo começa pela remoção cirúrgica do órgão acometido. A partir de dados obtidos com a remoção do testículo, de exames de imagem e de sangue, define-se a eventual necessidade de algum tratamento complementar, como a quimioterapia.

Fatores Que Influenciam no Desenvolvimento do Câncer Urológico

A hereditariedade é um dos principais fatores que influenciam no desenvolvimento dos tumores urinários. Porém, hábitos como o tabagismo, uso excessivo de álcool, consumo de drogas ilícitas, alimentação desequilibrada também são fatores que contribuem para o surgimento da doença, assim como a falta de higiene e a negligência no tratamento de algumas infecções.

Como Evitar o Câncer Urológico

Uma alimentação equilibrada, rica em alimentos naturais e nutrientes é fundamental na prevenção.
Atividades físicas regulares devem fazer parte da rotina de autocuidado.
Dessa forma também é possível controlar o sobrepeso, uma vez que a obesidade é uma das responsáveis pelo aumento do risco de desenvolvimento de vários tipos de câncer, inclusive os de manifestação urinária.

É importante também reduzir a ingestão de álcool, além de abandonar o tabagismo.
Pacientes com histórico familiar de cânceres urológicos devem priorizar o acompanhamento clínico regular para que o diagnóstico de alguma manifestação maligna seja feito de maneira precoce, aumentando as chances de sucesso no tratamento.

Abrir Chat
Precisa de ajuda?
Olá,
Podemos ajudar?