Infertilidade masculina: quais problemas de saúde podem causa-la?

Infertilidade masculina

Um casal é considerado infértil quando não consegue obter uma gravidez natural após 12 meses de tentativas. A infertilidade é um problema de saúde que, com frequência, é associado à mulher. Entretanto, diversos fatores podem causar a infertilidade masculina.

Quando o casal chega ao médico para investigar por que não está conseguindo engravidar, a primeira conduta é fazer uma avaliação completa da mulher e do homem. Sendo assim, analisa-se seu sistema reprodutor, sua alimentação, possíveis doenças conhecidas ou não, entre outros fatores.

Em relação ao homem, o primeiro exame que costuma ser feito chama-se espermograma. Ele avalia a quantidade, qualidade, nutrição e motilidade dos espermatozoides contidos no sêmen, o líquido ejaculado pelo homem. Além disso, outros exames podem ajudar na investigação.

Doenças que podem causar infertilidade

Entre os fatores que podem tornar o homem infértil, encontram-se algumas doenças, sejam congênitas ou adquiridas. Por isso, vejamos algumas delas:

problemas anatômicos: podem ser resultantes de cirurgias prévias ou ter nascido com o homem (problemas congênitos). Entre eles, a criptorquidia é bastante comum. Muitos bebês nascem com essa condição. Nela, um ou ambos os testículos não descem à bolsa escrotal. Mas, é possível resolver esse problema de maneira simples, realizando uma cirurgia ainda na infância. Outro problema anatômico é a varicocele. Trata-se de uma deficiência nas veias que drenam o sangue dos testículos. Dessa forma, o acúmulo de sangue na região faz aumentar a temperatura local, pondo em risco a vida dos espermatozoides;

problemas no transporte do esperma: ocorre quando os testículos produzem os espermatozoides de maneira normal. Mas, há uma falha no seu deslocamento até o sêmen. Isso pode acontecer por vários motivos:

ausência do canal deferente: deficiência congênita, na qual o homem não possui os canais que transportam os espermatozoides até o sêmen;

ejaculação retrógrada: é quando o sêmen não é expelido para fora do pênis, mas faz o caminho inverso, indo para a bexiga;

obstrução em algum dos canais entre os testículos e o pênis.

azoospermia: essa condição é classificada em obstrutiva e não obstrutiva. A azoospermia obstrutiva é aquela em que o homem produz os espermatozoides de forma normal, mas algum obstáculo nos canais os impede de chegar até o sêmen. A azoospermia não obstrutiva, por outro lado, é quando os testículos produzem muito pouco ou não produzem espermatozoides.

Outros fatores que podem causar infertilidade masculina

Além dessas e outras doenças e condições, o uso de certos medicamentos e alguns hábitos de vida também podem prejudicar a fertilidade do homem. Assim, veja alguns exemplos:

medicamentos antidepressivos, para pressão alta, para a colite ulcerativa ou artrite reumatoide, esteroides anabolizantes;

exposição a toxinas, como pesticidas, herbicidas e metais pesados;

tabagismo;

idade avançada;

alcoolismo;

exposição a altas temperaturas;

uso de substâncias ilícitas;

obesidade.

E existe tratamento para a infertilidade masculina?

Sim. Mas, o tratamento sempre dependerá da causa da infertilidade. Além disso, algumas causas não têm tratamento e, em certos casos, não se consegue identificar com clareza a origem do problema. No entanto, o homem pode informar-se sobre as técnicas de reprodução assistida. Além disso, conversar com o seu urologista é sempre um ótimo caminho para encontrar a solução. Se você quiser saber mais sobre urologia e saúde reprodutiva, continue no site. Aqui você encontra conteúdo seguro e de qualidade.

Categorias
Artigos mais recentes

AGENDE UMA CONSULTA

Abrir Chat
Precisa de ajuda?
Olá,
Podemos ajudar?