Colagenase no tratamento de Peyronie

colagenase

A injeção de colagenase é um tratamento para a doença de Peyronie aprovado para uso desde 2014. Cada vez mais, os homens estão deixando de fazer a cirurgia e optando por esse novo tratamento que apresenta resultados muito eficazes.

Continue a leitura para saber o que é a doença de Peyronie, como funciona a injeção de colagenase, quais riscos esse tratamento oferece e se ele é indicado a todos os homens.

A doença de Peyronie

Primeiramente, é importante entender que a doença de Peyronie consiste na formação de uma placa fibrosa no corpo cavernoso do pênis. Essa doença causa deformidade peniana e disfunção erétil nos homens. Em casos mais graves, o pênis pode adotar a forma de L, impossibilitando a penetração durante as relações sexuais.

Essa doença afeta diretamente a qualidade de vida dos homens. Inclusive, caso não seja tratada corretamente, é possível que a condição se agrave com o passar do tempo e conforme os atos sexuais acontecem.

Curvatura gradual do pênis que costumava ser reto, surgimento de nódulos ou caroços na genitália, dor no pênis durante a ereção, disfunção erétil e afinamento ou diminuição do pênis são alguns dos principais sintomas que essa doença apresenta. Se atentar e buscar ajuda de um médico profissional é fundamental para realizar o tratamento adequado.

Como funciona esse tratamento?

No tratamento com a injeção de colagenase, o médico aplica a colagenase na placa de fibrose para que o colágeno retraído se dissolva e se expanda novamente. A injeção de colagenase se mostra muito eficiente para tratar a doença de Peyronie.

Normalmente, o tratamento consiste em 8 aplicações de colagenase.

A injeção de colagenase é para todos os homens?

Apesar de ser um tratamento extremamente eficaz, a injeção de colagenase não é indicada para todos os homens. O médico é responsável por avaliar e identificar o estágio e localização dessa doença, visto que, em alguns casos, esse tratamento pode não apresentar a mesma eficácia.

As placas fibrosas muito duras se mostram muito resistentes à colagenase. Por isso que pacientes em estágios muito avançados dessa doença não podem receber esse tratamento. Além disso, casos em que as placas fibrosas estão localizadas muito próximas à uretra não devem ser tratados com colagenase. Isso acontece porque a injeção de colagenase pode atingir a uretra e provocar lesões no local. Logo, o médico especialista deverá encontrar outro tratamento adequado.

A aplicação deve ser feita somente por um médico?

Sim. Apesar desse tratamento ser seguro, em hipótese alguma deve ser realizado sem o acompanhamento de um médico especializado e capacitado para realizar a aplicação da injeção de colagenase. Afinal, caso a aplicação seja feita incorretamente, é possível que complicações muito graves surjam.

Esse tratamento oferece riscos?

Sim. O tratamento em si é muito seguro, porém a injeção de colagenase pode provocar o surgimento de hematomas e, em casos mais raros, a ruptura da túnica albugínea. Caso isso aconteça, é necessário buscar ajuda médica para realizar uma cirurgia para drenar e suturar a ruptura.

Atualmente não dispomos de toxina de clostridium para o tratamento no Brasil.
Lembre-se: nem todos os casos são iguais. Por isso, é preciso analisar o estágio da doença de Peyronie, a localização e diversos outros fatores.

Portanto, procure um médico para reconquistar a autoconfiança e garantir uma melhoria em sua qualidade de vida.

Categorias
Artigos mais recentes

AGENDE UMA CONSULTA

Abrir Chat
Precisa de ajuda?
Olá,
Podemos ajudar?