A prótese peniana aumenta o pênis? Entenda se isso é verdade ou mito

prótese peniana aumenta

A maioria dos homens nem sequer ouviu falar ainda sobre as próteses penianas. E entre os poucos que já a conhecem vagamente, alguns também não entendem qual a sua função. Para quê serve a prótese peniana, afinal? Trata-se de um equipamento para melhorar o desempenho do homem nas suas relações sexuais? Ou consiste em uma forma de melhorar a estética do pênis? Será que a prótese peniana aumenta o tamanho do órgão?

Essas perguntas precisam ser respondidas adequadamente por alguém que entende do assunto. Por isso, resolvi escrever este artigo, para esclarecer qual a real utilidade das próteses penianas.

 

Quem pode usar as próteses penianas?

Se formos ao dicionário, veremos que a definição de prótese é: equipamento médico destinado a substituir um órgão ou parte do corpo. Com essa compreensão, já podemos identificar que não se trata de uma espécie de acréscimo, mas do suprimento de uma falta. A prótese é uma substituição para algo que não está funcionando bem.

Portanto, indica-se a prótese peniana para homens com disfunção erétil, e ainda assim, ela é a última e definitiva opção no tratamento. Eu explico. Quando um homem recebe o diagnóstico de disfunção erétil, a primeira estratégia de tratamento empregada é a medicação oral. Na falha dessa terapêutica, o médico urologista recomenda a segunda linha de tratamentos: as injeções penianas. Somente quando nenhuma dessas investidas obteve resultados satisfatórios é que o médico recomenda o uso da terceira linha: as próteses penianas. Esse tratamento resolve de maneira permanente as dificuldades de ereção e alcança uma satisfação de 96% dos pacientes e parceiras.

Como você pode ver, não estamos falando de um procedimento estético. De fato, se entrássemos no campo da estética, poderíamos comparar os resultados obtidos com a prótese maleável com os resultados da prótese inflável. Essa última garante uma aparência muito mais próxima da natural, mas nenhuma delas fica visível. Saiba mais sobre as diferenças entre os dois tipos de próteses lendo este artigo.

 

Como é feito o diagnóstico de disfunção erétil?

O diagnóstico de disfunção erétil começa com uma avaliação médica completa feita em Curitiba, que inclui uma história médica detalhada e um exame físico. Durante a entrevista, o médico pode perguntar sobre hábitos de sono, dieta, atividade física, relacionamentos sexuais, uso de medicamentos e outros fatores que possam estar afetando a função sexual. Além disso, o médico pode realizar exames de sangue e de urina para avaliar a saúde geral e identificar possíveis condições de saúde subjacentes.

Em alguns casos, o médico pode prescrever medicamentos para avaliar a resposta da função erétil. Também pode ser realizado um teste de ereção noturna para avaliar a função nervosa e vascular. Além disso, pode-se fazer um exame de imagem, como um Doppler peniano ou um ultra-som, para avaliar a circulação sanguínea. Esses exames ajudam a determinar a causa subjacente da disfunção erétil e a escolher o tratamento mais apropriado.

 

Disfunção erétil e prótese peniana: Quando devo me submeter a este procedimento?

A decisão de se submeter a um procedimento de prótese peniana em Curitiba para tratar a disfunção erétil depende de muitos fatores, incluindo a saúde geral, o histórico médico, as condições médicas subjacentes e os resultados de tratamentos anteriores. É importante conversar com seu médico para avaliar se este é o melhor tratamento para suas necessidades específicas e discutir quaisquer riscos e benefícios associados ao procedimento.

 

Disfunção erétil e prótese peniana: 10 motivos para realizar o implante.

  1. Melhora significativa da capacidade de ter e manter uma ereção
  2. Aumento da autoestima e confiança sexual
  3. Melhora na satisfação sexual para o paciente e seu parceiro
  4. Tratamento eficaz da disfunção erétil sem a necessidade de medicamentos ou outros tratamentos invasivos
  5. Possibilidade de ter relações sexuais sem restrições
  6. Fácil de usar e manter
  7. Durabilidade a longo prazo
  8. Possibilidade de ajustar o tamanho e rigidez da prótese
  9. Segurança comprovada
  10. Alta taxa de satisfação entre pacientes que já realizaram o implante.

 

A prótese peniana aumenta a sensibilidade do pênis?

Quando o implante é feito de maneira adequada, por um cirurgião experiente, a prótese não influencia em nada a sensibilidade do pênis. Logo, ela não afeta o orgasmo do paciente. É importante que a colocação da prótese seja feita de modo a não lesionar os corpos cavernosos. O implante trará de volta a capacidade do homem de ter relações sexuais satisfatórias tanto para ele quanto para sua parceira.

Mas, para que isso ocorra, é necessário um estudo minucioso do caso do paciente, a fim de que o tratamento respeite as suas reais necessidades e objetivos. Além disso, a prótese peniana também não exerce influência na ejaculação do homem, pois o implante não envolve as estruturas responsáveis por essa função.

Por último, nenhuma prótese peniana aumenta o tamanho do pênis, pois, como vimos, não é essa a sua função. Portanto, se você suspeita de que a prótese peniana poderia ser uma solução para você, converse abertamente com o seu urologista em Curitiba. Ele poderá lhe dar todas as orientações necessárias, de modo que você não aposte no procedimento sem entender o que ele promete de fato, diminuindo as chances de insatisfação e arrependimento.

 

Quanto tempo dura a prótese peniana?

A vida útil de uma prótese peniana pode variar, mas geralmente é de cerca de 10 a 15 anos. No entanto, isso pode depender de vários fatores, como o tipo de prótese, a saúde do indivíduo e a freqüência de uso. É importante seguir as recomendações do fabricante e do seu médico quanto ao cuidado e manutenção da prótese para maximizar sua durabilidade.

 

Prótese peniana dificulta o orgasmo?

Não há evidências de que a utilização de uma prótese peniana impeça ou dificulte o orgasmo. Muitos homens relataram uma melhora na satisfação sexual após o uso de uma prótese peniana, pois elas permitem a ereção necessária para o ato sexual. A capacidade de ter relações sexuais de maneira satisfatória pode melhorar a confiança e a autoestima, o que pode, por sua vez, ajudar a melhorar a experiência sexual e o orgasmo.

No entanto, cada indivíduo é único e alguns homens podem experimentar diferenças na sensação ou no orgasmo após o uso da prótese. É importante conversar com seu médico sobre quaisquer questões ou preocupações que você possa ter antes de usar uma prótese peniana, para que ele possa ajudá-lo a escolher o tipo certo de prótese e garantir que você siga as melhores práticas de uso e cuidado.

Prótese peniana e Viagra, pode?

Sim, é possível usar prótese peniana e Viagra juntos, desde que haja a recomendação de um médico especialista.

A prótese peniana é um dispositivo implantável que é usado para tratar a disfunção erétil, e é indicada para homens que não conseguem obter ou manter uma ereção suficiente para uma relação sexual satisfatória. Já o Viagra é um medicamento oral que ajuda a melhorar o fluxo sanguíneo para o pênis, o que pode ajudar a melhorar a ereção em homens que têm disfunção erétil.

Em alguns casos, pode ser necessário usar o Viagra em conjunto com a prótese peniana para obter uma ereção satisfatória. No entanto, é importante que o uso do Viagra seja feito sob supervisão médica, pois ele pode ter efeitos colaterais e interagir com outros medicamentos.

Antes de utilizar qualquer tipo de tratamento para a disfunção erétil, é fundamental consultar um médico especialista em Curitiba, que irá avaliar o estado de saúde geral do paciente, realizar exames e recomendar o tratamento mais adequado para o caso específico.

Compartilhe esse post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Categorias
 
Artigos mais recentes

AGENDE UMA CONSULTA