Prótese peniana: quais as possíveis complicações?

A prótese peniana inflável é uma opção de tratamento estabelecida para homens com disfunção erétil refratária à terapia médica. A padronização da técnica cirúrgica e as melhorias na construção do dispositivo reduziram as taxas de complicações de todas as causas para menos de 5% em pesquisas recentes.

No entanto, complicações existem e podem impactar fortemente a morbidade e a qualidade de vida dos pacientes. Os urologistas e o paciente devem estar cientes da constelação de complicações que podem surgir durante ou após a colocação de prótese peniana.

Outras indicações

Além de disfunção erétil que não responde ou é contraindicada para terapia médica, a prótese é indicada para disfunção pós-cirurgia pélvica e doença de Peyronie grave (DP) com disfunção erétil concomitante, por exemplo. As complicações potenciais da implantação da prótese incluem infecção, formação de hematoma, glande flexível, fibrose no corpo do pênis e pênis com deformidade, perfuração corporal proximal e distal, lesão uretral, erosão e isquemia glandular.

Complicações

As complicações foram relatadas em menos de 5% dos casos, de acordo com estudos, e parte devido à padronização da técnica cirúrgica e melhoria na construção do dispositivo. O planejamento adequado, incluindo custo, paciente e seleção de prótese são considerações importantes.

Os implantes penianos são extremamente eficazes, com um alto nível de satisfação do paciente e do parceiro. No entanto, o implante de prótese ainda é uma cirurgia invasiva, e a incidência de complicações no período perioperatório e pós-operatório são importantes para o urologista considerar.

Lesões perioperatórias (durante a cirurgia)

Lesão uretral é uma complicação mais rara da cirurgia de implante de prótese.
Se a uretra distal for perfurada, a intervenção é interrompida. Já a laceração proximal ou intermediária da uretra durante a exposição escrotal pode ser reparada diretamente, e a inserção da prótese pode continuar. Em casos raros, os tecidos ou estruturas circundantes podem ser danificados.

Problemas pós-operatório

Infecção

O risco de infecção com um implante primário varia entre 1% e 3% . No entanto, lesões da medula espinhal, cirurgia de revisão de implante, reconstrução peniana e pacientes recebendo esteroides a longo prazo têm um risco aumentado de infecção. O risco de infecção também é relacionado com a duração da cirurgia.

Eficácia do tratamento com próteses

Apesar da ampla disponibilidade de medicamentos orais seguros e eficazes, e também da terapia injetável, a prótese peniana continua a ser a solução definitiva para o tratamento de disfunção erétil refratária à terapia médica. O advento de técnicas cirúrgicas avançadas e materiais resistentes a infecções com maior longevidade, trouxe redução significativa da probabilidade de desenvolvimento de complicações intraoperatórias e pós-operatórias.

Entretanto, apesar destes avanços as variações anatômicas e comorbidades já existentes no paciente podem dar origem a várias complicações das quais o cirurgião protético deve ser ciente.

Categorias
Artigos mais recentes

AGENDE UMA CONSULTA

Abrir Chat
Precisa de ajuda?
Olá,
Podemos ajudar?