Prostatite: do quadro agudo ao crônico e seus fatores de risco

Prostatite

A prostatite é conhecida como uma inflamação da próstata. Esse órgão faz parte da anatomia masculina e sua função principal é ajudar a formar parte do sêmen, o fluido que é liberado durante o sexo.

A prostatite, às vezes, está relacionada a uma infecção bacteriana. Quando isso acontece, chamamos de prostatite bacteriana. Existem 2 tipos dessa condição:

●Prostatite bacteriana aguda ocorre quando os sintomas aparecem repentinamente;

●Prostatite bacteriana crônica ocorre quando os sintomas duram mais de 3 meses, ou aparecem e desaparecem com o tempo.

Principais sintomas dessa condição

A prostatite bacteriana aguda e crônica pode causar sintomas ligeiramente diferentes.

Os sintomas de prostatite aguda podem incluir:

●Febre;

●Arrepios;

●Sintomas semelhantes aos da gripe, como sensação de cansaço;

●Dor muscular;

●Dor ao urinar;

●Dor na virilha ou próximo a ela ou genitais;

●Urina turva.

A prostatite crônica às vezes não causa sintomas. Quando isso acontece, os sintomas podem incluir:

●Dor ao urinar;

●Sensação de necessidade de urinar com muito mais frequência do que o normal;

●Tendo a necessidade repentina de urinar com pressa;

●Dor na virilha ou próximo a ela ou genitais;

●Febre baixa.

Patogênese da prostatite aguda

A entrada de microrganismos na próstata quase sempre ocorre pela uretra. Na maioria dos casos, as bactérias migram dessa região ou da bexiga através dos dutos prostáticos, com refluxo intraprostático de urina. Como resultado, pode haver infecção concomitante na bexiga ou epidídimo. As bactérias uropatogênicas isoladas que causam prostatite podem ter um maior acúmulo de fatores de virulência especializados do que aqueles envolvidos apenas na cistite (infecção da bexiga).

A contaminação, em sua maioria, tende a ser de:

●E. coli – 58 a 88%;

●Espécies de Proteus – 3 a 6%;

●Outras Enterobacteriaceae ( espécies Klebsiella , Enterobacter e Serratia ) – 3 a 11%;

●Pseudomonas aeruginosa – 3 a 7%.

O tipo de patógeno irá interferir no tratamento dessa condição.

Incidência

Em geral, as síndromes de prostatite é uma condição relativamente comum e tendem a ocorrer em homens jovens e de meia-idade. No entanto, a prostatite bacteriana aguda é responsável por uma minoria desses casos.

Fatores de risco

A prostatite aguda pode ocorrer no quadro de cistite, uretrite ou outras infecções do trato urogenital. Portanto, condições subjacentes, como anomalias funcionais ou anatômicas (por exemplo, estenoses uretrais), que predispõem a outras infecções urogenitais, podem aumentar o risco de dessa inflamação.

Sintomas

A apresentação clínica da prostatite aguda geralmente não é sutil. Os pacientes costumam apresentar doenças agudas, com picos de febre, calafrios, mal-estar, dor muscular, desconforto ao urinar, sintomas urinários irritativos (frequência, urgência, incontinência de urgência), dor pélvica ou perineal e urina turva. Outra queixa é dor na ponta do pênis e inchaço da próstata com inflamação aguda pode causar sintomas de esvaziamento, que vão desde gotejamento e hesitação até retenção urinária aguda As complicações da prostatite bacteriana aguda incluem bacteremia, epididimite, prostatite bacteriana crônica, abscessos prostáticos e infecção metastática, por exemplo.

Prostatite crônica

A prostatite crônica pode ser uma complicação da prostatite aguda após tratamento inadequado e / ou muito curto. A patogênese dessa manifestação é a mesma da infecção aguda. A entrada de microrganismos na próstata quase sempre ocorre pela uretra. Na maioria dos casos, as bactérias migram da uretra ou bexiga através dos dutos prostáticos, com refluxo intraprostático de urina.

A terapia antibiótica prolongada (por exemplo, pelo menos seis semanas) com um agente que tem boa penetração no tecido prostático é geralmente necessária para o tratamento da prostatite bacteriana crônica. No entanto, a infecção recorre com frequência, necessitando de melhores avaliações terapêuticas, uma vez que esse quadro, caso não tratado, pode levar à obstrução do canal urinário.

Se esses sintomas o tem incomodado, busque ajuda médica.

Categorias
Artigos mais recentes

AGENDE UMA CONSULTA

Abrir Chat
Precisa de ajuda?
Olá,
Podemos ajudar?