Dr. Tiago mierzwa

Urologista Especialista em Doença de Peyronie

Você sente DOR DURANTE AS EREÇÕES e não consegue encontrar uma POSIÇÃO CONFORTÁVEL PARA A RELAÇÃO SEXUAL? Você pode estar lidando com a doença de Peyronie.

Como especialista no tratamento de Peyronie, vou avaliar seus sintomas e diagnóstico com cuidado, levando em consideração sua saúde física e emocional. Com base nisso, desenvolverei um plano de tratamento individualizado para ajudá-lo a recuperar sua saúde sexual e aquele relacionamento satisfatório que você merece.

Agende uma consulta agora mesmo e vamos trabalhar juntos para tratar a dor, corrigir a curvatura e melhorar sua função sexual!

Preencha os campos para ser encaminhado ao WhatsApp

O que é a doença de Peyronie e como você pode tratá-la?

Doença de Peyronie: Entenda as Causas, Sintomas e Tratamentos

Doença de Peyronie

A Doença de Peyronie, também conhecida como curvatura peniana adquirida, é uma condição médica que provoca a formação de tecido cicatricial (placas de peyronie) no interior do pênis. Essas placas podem causar deformidades, incluindo curvatura, encurtamento ou estreitamento do órgão, causando dor e dificuldades durante a relação sexual. É mais frequente nos pacientes mais velhos e gera as mais diversas deformidades penianas, o que pode comprometer significativamente a vida sexual do paciente.

Causas e Fatores de Risco

Ainda não há consenso sobre as causas exatas da doença de Peyronie. Contudo, presume-se que traumas penianos recorrentes, como aqueles que ocorrem durante atividades sexuais intensas ou práticas esportivas, possam estar relacionados à formação das placas características da condição. Adicionalmente, fatores genéticos e condições associadas, como diabetes e disfunção erétil, bem como pacientes que passaram por prostatectomia radical ou sofrem de doença de Dupuytren, apresentam maior risco para o desenvolvimento da doença de Peyronie.

Sintomas da Doença de Peyronie

A Doença de Peyronie apresenta duas fases distintas:

Fase Aguda: é a etapa inicial da doença, quando os principais sintomas são início e progressão da curvatura peniana, dor, encurtamento e deformidades no pênis.

Fase Crônica: nesta fase, a dor geralmente já desapareceu e a deformidade se estabiliza, sem progressão nos últimos meses.

O diagnóstico da Doença de Peyronie é realizado com base na história clínica do paciente e no exame físico, sendo comum encontrar placas endurecidas palpáveis no pênis. Menos de 10% dos pacientes apresentam melhora espontânea na curvatura, enquanto a maioria enfrenta piora ou estabilização da condição.

Os sintomas mais comuns da Doença de Peyronie são:

1. Curvatura peniana: A formação de placas pode provocar curvaturas no pênis, variando de leves a acentuadas.

2. Dor peniana: Principalmente na fase aguda da doença, a dor pode ocorrer durante ereções.

3. Dificuldades na relação sexual: A combinação de curvatura e dor pode tornar o ato sexual desconfortável ou até mesmo inviável.

4. Disfunção erétil: A doença de Peyronie pode desencadear ou agravar problemas de ereção

Quem sou eu?

O Dr. Tiago Mierzwa, é médico especialista em Urologia e Andrologia – com atuação em Medicina Sexual.

É referência no tratamento de curvaturas penianas (Doença de Peyronie), com grande experiência nas mais diversas técnicas modernas e minimamente invasivas para o tratamento dessa doença.

Além disso, possui larga experiência no disfunção erétil (medicamentoso, injetável e cirúrgico – implante de próteses penianas)

Realizou a residência de Urologia no Hospital Nossa Senhora das Graças em Curitiba/PR. Seguido do aperfeiçoamento do fellowship em Andrologia no Projeto ALFA (Aliança de Laboratórios de Fertilização Assistida), em São Paulo. Após essa formação, passou um tempo nos Estados Unidos, realizando Observership em Medicina Sexual na Rush University – Chicago – EUA, onde teve a oportunidade de aperfeiçoar o meu treinamento em Medicina Sexual com o que há de mais moderno atualmente, incluindo o treinamento em implantes de próteses penianas para Peyronie com técnicas minimamente invasiva. (Melhor recuperação)

Nos últimos anos, continuou o aperfeiçoamento em medicina sexual, com foco nas técnicas de correção de doenças de peyronie e implante de prótese peniana através de treinamentos em Barcelona (Espanha) Miami, Chicago (Estados Unidos), Buenos Aires (Argentina) e São Paulo.

Além de continuar participando de cursos, eventos e treinamentos constantes nessa área, O Dr. Tiago Mierzwa é o coordenador de 2 dos maiores Serviços de Andrologia de Curitiba – Hospital Nossa Senhora das Graças e Hospital Universitário Cajuru/ PUC PR, com alto volume de cirurgias de curvatura peniana.

Visto sua dedicação exclusiva a essa área da Medicina Sexual, é responsável por coordenar cursos de formação de Urologista em implante de prótese peniana inflável, assim como realiza a proctoria aos colegas com menor experiência em casos de maior complexidade.

Com isso, não mede esforços para trazer o que há de melhor no mundo para seus pacientes, oferecendo tratamentos modernos, efetivos, de menor agressividade e mais assertivos para seus pacientes, visando sempre um tratamento humanizado e individualizado para cada caso.

Tratamento Cirúrgico para Doença de Peyronie: Soluções e Técnicas para Curvatura Peniana

Na fase crônica, após no mínimo 3 meses sem modificação da curvatura e quando os sintomas relacionados à doença de Peyronie afetam significativamente a qualidade de vida e a capacidade de manter relações sexuais, a cirurgia pode ser considerada como uma opção de tratamento.

Antes de definir a melhor técnica para cada caso, sempre realizamos uma avaliação mais detalhada com um teste de fármaco ereção induzida no consultório, o que permite avaliar melhor a deformidade peniana e ver caso a caso o melhor tratamento ao paciente.

Existem várias técnicas cirúrgicas disponíveis, cada uma com suas vantagens e desvantagens. Devido à grande complexidade dos casos de doença de Peyronie, é extremamente importante o tratamento realizado por um profissional dedicado nessa área, visto alcançar os melhores resultados. Vamos abordar as principais técnicas disponíveis e mais realizadas atualmente.

Plicatura peniana

O procedimento de plicatura peniana consiste na colocação de pontos cirúrgicos no lado oposto à curvatura, promovendo o encurtamento do tecido nessa área e corrigindo a deformidade. Esta técnica é indicada para pacientes com curvaturas de até 60 graus e sem disfunção erétil significativa. A principal vantagem da plicatura peniana é a preservação da função erétil, embora possa resultar em uma perda de comprimento peniano.

A recuperação após a cirurgia de plicatura peniana geralmente é rápida, com a maioria dos pacientes podendo retornar às atividades diárias em poucos dias.

Os resultados da plicatura peniana na doença de Peyronie são geralmente positivos, com a correção da curvatura peniana e a melhora da qualidade de vida e satisfação sexual dos pacientes. No entanto, é importante lembrar que cada caso é único, e a eficácia do tratamento varia de acordo com a gravidade da doença e as condições individuais do paciente.

Excisão ou incisão da placa e colocação de enxerto

O procedimento de excisão ou incisão da placa e colocação de enxerto envolve a remoção (excisão) ou abertura (incisão) da placa fibrosa causadora da curvatura peniana. Em seguida, um enxerto, geralmente feito de material biológico (exemplos: pericárdio bovino e mucosa suína – SIS), é utilizado para preencher o espaço resultante e corrigir a curvatura. Esta técnica visa a recuperar parcialmente ou totalmente o comprimento do pênis e é indicada para pacientes com curvaturas superiores a 60 graus, encurtamento peniano significativo ou com deformidades complexas, quando apresentam uma função erétil preservada.

A recuperação após a cirurgia de excisão ou incisão da placa e colocação de enxerto requer alguns cuidados especiais e acompanhamento médico regular. O retorno às atividades diárias pode ocorrer em poucos dias, em média em 5-7 dias, porém o paciente só poderá fazer esforços intensos apenas após 30 dias. Relações sexuais podem ser retomadas após 6 semanas. Os pacientes devem seguir as orientações para reduzir as chances de contração do enxerto e de recidiva de curvatura, sendo o pós-operatório um período crucial para a recuperação do paciente.

Os resultados da excisão ou incisão da placa e colocação de enxerto na doença de Peyronie são geralmente muito positivos, proporcionando a correção da curvatura peniana e recuperação do comprimento do pênis, além da melhora na qualidade de vida e satisfação sexual dos pacientes.

Implante de prótese peniana – com ou sem técnicas de reconstrução peniana

O implante de prótese peniana é indicado para pacientes com doença de Peyronie e disfunção erétil refratária a outros tratamentos, ou na presença de deformidades muito graves.

Geralmente é realizado junto com manobras que recuperam o comprimento peniano afetado pela doença de peyronie.

O procedimento de implante de prótese peniana envolve a colocação de uma prótese inflável ou semirrígida no interior dos corpos cavernosos do pênis. A escolha do tipo de prótese dependerá das preferências do paciente e do médico, levando em consideração fatores como a facilidade de uso, a aparência, a sensação do pênis após a cirurgia e a duração da prótese. Esta abordagem permite a correção da curvatura, recuperação do tamanho e do calibre do pênis e a recuperação da função erétil.

Próteses infláveis consistem em um sistema de cilindros, bomba e reservatório que permitem ao paciente controlar a ereção por meio do bombeamento de líquido do reservatório para os cilindros. Próteses semirrígidas são compostas por hastes flexíveis que podem ser ajustadas manualmente para a posição desejada, fornecendo uma ereção constante.

Saiba mais sobre o implante de próteses penianas nesse link: https://andrologia.curitiba.br/proteses-penianas/

A escolha do tratamento cirúrgico adequado para a doença de Peyronie depende da gravidade da curvatura, da presença de disfunção erétil e das preferências do paciente e do médico. É crucial discutir as opções disponíveis e os possíveis resultados com um urologista experiente no tratamento dessa doença antes de tomar uma decisão. A cirurgia pode melhorar significativamente a qualidade de vida e a satisfação sexual dos pacientes afetados pela doença de Peyronie, mas também apresenta riscos e possíveis complicações que devem ser considerados.

Todos os pacientes do Dr. Tiago Mierzwa possuem seu contato pessoal e têm a sua disposição o atendimento da equipe 24 horas. Assim, o paciente recebe atendimento de maneira integral, pois a nossa preocupação é entregar a melhor experiência e os melhores resultados para a fertilidade do casal em cada etapa do processo.

Qual é a satisfação dos pacientes que optam pela cirurgia?

A cirurgia da doença de Peyronie pode ser uma opção para pacientes que sofrem de curvatura peniana significativa ou disfunção erétil relacionada à doença. A satisfação dos pacientes que optam por essa cirurgia pode variar dependendo de vários fatores, como o tipo de cirurgia realizada, a experiência do cirurgião e a gravidade da doença.

Em geral, estudos têm mostrado que a cirurgia da Peyronie pode melhorar significativamente a curvatura peniana e a função erétil em muitos pacientes. Uma revisão sistemática de estudos sobre a cirurgia da Peyronie, publicada no Journal of Sexual Medicine, em 2015, mostrou que a maioria dos pacientes relatou uma melhora na curvatura peniana e na função erétil após a cirurgia. Além disso, a maioria dos pacientes demonstrou satisfação com os resultados da cirurgia e uma melhora na qualidade de vida sexual.

Em resumo, a Doença de Peyronie é uma condição que afeta muitos homens, causando desconforto e dificuldades na vida sexual. Entender as causas, sintomas e tratamentos disponíveis é fundamental para controlar a doença e melhorar a qualidade de vida. Se você acredita que pode estar enfrentando essa condição, procure ajuda médica e busque o tratamento adequado para o seu caso. Além disso, não subestime a importância do apoio emocional e da comunicação com o(a) parceiro(a) para enfrentar os desafios da doença.

Doença de Peyronie: cirurgia de alongamento peniano ajuda?

Depoimentos

gabi castro
gabi castro
2023-04-05
Um anjo, tirou minha pedra
Pamela Dandara
Pamela Dandara
2023-04-05
Em julho de 2021 perdi um bebezinho com 6 semanas. No final de 2021 meu esposo e eu decidimos procurar um urologista para fazer exames e ver oque estava acontecendo, até que achamos o abençoado do Doutor Tiago. Onde pediu bateria de exames, e descobriu que meu esposo tinha varicocele do grau 3 o mais avançando, onde só era removido com cirurgia. Em janeiro dia 9 de 2022 foi feita a cirurgia deu tudo certo graças a Deus!! Pediu para aguardar 6 meses para tentar novamente, pois é kkkk em abril eu descobri que estava grávida do meu arco-íris meu Benício 🌈 🙏 Hoje está conosco com 3 meses 💙 Super recomendo o Doutor Tiago vocês não vão se arrepender... sim Deus e ele realiza nossos sonhos 🙏🙏 Muito obrigada Doutor!!🙏👨‍👩‍👦 Aaaah e meu esposo trata a pedra do rim com ele também nunca mais teve incômodos...
Jean Stolf
Jean Stolf
2023-02-18
Excelente profissional por ser capaz de transmitir conhecimento e calma ao paciente.

Como me encontrar?

Contato e localização

Urocentro
Rua Portugal 307, São Francisco, 1º Andar, Curitiba – PR
Telefone: (41) 3074 7496
WhatsApp: (41) 99940-7496

Laranjeiras do Sul – Centro Médico Hospitalar São Lucas
Rua Diogo Pinto, 1145, Laranjeiras do Sul – PR
Telefone: (42) 3635.1384
WhatsApp: (42) 98416.3519

Dr. Tiago Mierzwa | Urologia e Andrologia | CRM-PR 32299 – RQE 24845

Site orgulhosamente desenvolvido por: